Newsletter


Cadastre-se e receba informações
da Clínica Herter





Av. Independência, 1211 - Cj. 201 - CEP 90035-077 - Porto Alegre - RS - (51) 3311.0671 - 3311.0075




DÚVIDAS COMUNS DE ADOLESCENTES
Dra. Soraia Schmidt

 

 1.     MÉTODOS ANTICOCEPCIONAIS

 

Atualmente existem muitas opções de métodos anticoncepcionais, seguros e eficazes condom, hormonais, DIU.

·        Hormonais: Pílulas, adesivo, anel vaginal, injetáveis intramusculares, implantes e Diu hormonal.

·        DIU de cobre

·        Condom

·        Os adolescentes podem ser usar qualquer um destes

·        A escolha é individualizada de acordo com as características de cada um, considerando-se os riscos e benefícios.

·        A eficácia anticoncepcional é maior para os hormonais e DIU.

 

Atenção:

 

·        Deve-se realizar uma consulta ginecológica para a adequada escolha do método anticoncepcional, avaliação do risco e benefício. Mesmo que, de forma geral, os anticoncepcionais sejam bastantes seguros, há contra-indicações (mesmo em pacientes jovens) e interações com outras medicações que podem reduzir sua eficácia.

·        O CONDOM DEVERÁ SER USADO SEMPRE! È o único que protege das DST (doenças sexualmente transmissíveis).

 

2)       Sobre gravidez

 

 Porque adolescentes (e não adolescentes também) engravidam?

 

 Algumas coisas para pensar e debater:

·        Por desejo não explícito?

·        Um sonho de realização pessoal?

·        Como uma possibilidade de alcançar uma posição de importância, afetiva e social?

·        Como uma promessa de melhora de vida, de sair de casa?

·        Como uma tentativa de conquistar uma realização pessoal (por falta de projeto de vida (?); por baixa auto-estima (?)

Ter um filho é uma coisa maravilhosa!

Entretanto,

 

·        È difícil

·        Dá um trabalho...

·        É pra sempre!

·        Temos que abrir mão das nossas próprias necessidades, e colocar em primeiro lugar a do filho (comer, dormir, namorar, passear, descansar, estudar, etc....)

 

·        A gestação em adolescentes tem maior risco para a mãe e para o bebê, com maior prevalência de:

 

·        Doença hipertensiva da gestação

·        Parto prematuro,

·        Recém nascido de baixo peso

·        Morte materna

·        Morte do recém nascido e no primeiro ano de vida

 

Assim, ter um filho é uma coisa maravilhosa...

Desde que estejamos preparados para isso, emocional e fisicamente! Por isto deve ser planejada.

Portanto, identifique seus verdadeiros desejos!!! Eles se escondem por trás de atitudes de risco (que nos levariam a realizá-los inconscientemente)!

 

3)       Sobre masturbação

 

È um processo natural de descoberta, auto-conhecimento, muito importante para o desenvolvimento saudável da sexualidade.

Limites: Deve ser respeitado as regras sociais, de privacidade. È um processo evolutivo, que faz parte da sexualidade e não se restringe em si mesmo.

 

 

4)       Sobre DST, o que há de mais polêmico para alertar?

 

o       DSTs pouco conhecidas:

 

 

·        Clamídia: Frequentemente assintomática. Muito freqüente. Contamina pela secreção vaginal e esperma. Atinge útero, trompas e ovário.

o       Consequência: seríssima: Infertilidade feminina (a cicatriz obstrui a trompa impedindo a fecundação)!

·        Sobre eficácia da prevenção de DST: A Camisinha protege 100% das DST transmitidas pelo esperma ou secreção vaginal. Mas, as doenças que se transmitem pelo contato com a pele ( Herpes genital e HPV) não é 100% ( a lesão pode estar em áreas que a camisinha não tapa!!!). Então cuidado! Relação sexual não pode ser banalizada!

·        HIV: um exame negativo não exclui a possibilidade de infecção pelo HIV. Deve-se repetir o exame em 3 meses após a exposição (relação sexual sem condom).

·        Apenas uma relação sem camisinha pode premiá-lo com qualquer DST (HIV, HPV, Hepatite B, Hepatite C, etc...). Não é preciso ter vários parceiros! Apenas um, que nem sabia estar infectado, pois muitas podem ser assintomáticas ou passarem desapercebidas!

 



< voltar